Imagina aqui comigo: aplicativos que monitoram sinais vitais e emitem diagnósticos em segundos, edição de genes e cura de doenças, consultas online, cirurgias feitas por robôs, vacinas contra doenças que atualmente são incuráveis, e pessoas vivendo até mais de 100 anos. 

Mesmo que pareça mais perto da ficção científica do que da realidade, as previsões sobre a MEDICINA DO FUTURO não ficam apenas no mundo dos sonhos. Muitos desses exemplos já existem!

Agora, como que será a medicina do futuro? E como será o exercício profissional de um MÉDICO DO FUTURO?

O FUTURO DA MEDICINA

Um estudo conduzido pela Comissão de Saúde Global de Alta Qualidade, financiada pela Fundação Bill e Melinda Gates, estima que 1,6 milhão de cidadãos em países de renda média e baixa morram por ano por falta de acesso a serviços médicos.

Segundo um levantamento global da consultoria Deloitte, os investimentos em tecnologia dentro da medicina terão incremento de 15,8% nos próximos três anos. Até 2022, serão injetados 280 bilhões de dólares por ano em companhias que apresentarem soluções para que as pessoas vivam mais, e melhor. Ou seja, há incentivo para que novas tecnologias sejam desenvolvidas na medicina!

Existem diversas tecnologias que já estão disponíveis e em fase de adaptação. Vamos dar uma olhada em algumas das novidades mais recentes?

TELEMEDICINA

A telemedicina é o atendimento à distância mediado por plataformas. O ponto forte nessa tecnologia é a emissão de laudos à distância. Por meio de uma plataforma online, o exame pode ser realizado em clínicas, consultórios ou hospitais de qualquer cidade e laudado por renomados especialistas, via internet.  

Os exames são avaliados e entregues de forma digital, o que diminui MUITO o tempo de espera dos pacientes para serem atendidos, facilitando muito mais o atendimento. O laudo online pode ser feito para várias especialidades médicas, em exames como ECG, EEG, mamografia, Raio-X, tomografia, entre outros.

A telemedicina também pode ser feita por meio de teleconsultas feitas entre médicos. Quando um clínico geral busca assistência de um especialista, como uma segunda opinião no diagnóstico, um medicamento mais indicado ou até mesmo orientações ao vivo sobre a realização de um procedimento. A consulta online, feita diretamente entre médicos e pacientes, já é realizada em alguns países, no Brasil ainda está em fase de aprimoramento.

USO DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL (IA) E ROBÔS

O Watson, algoritmo desenvolvido pela IBM, é uma realidade para ajudar no tratamento do câncer. A ferramenta utiliza a tecnologia cognitiva (forma mais avançada de Inteligência Artificial) e baseado em evidências, na literatura científica e nos dados clínicos e genéticos do paciente, indica possíveis tratamentos.

O computador não diz qual é o melhor, mas traz todos os tratamentos oncológicos para o caso e suas evidências científicas, inclusive com grau de risco e efeitos colaterais. A IA NÃO FAZ ESCOLHAS, ela só mostra as melhores opções para ajudar o médico, isso demonstra que embora a tecnologia venha para facilitar a nossa vida, o papel do médico ainda será indispensável.

Veja o caso do urologista especialista em cirurgia robótica do Hospital 9 de Julho, Rafael Coelho, o primeiro brasileiro a ser habilitado a realizar cirurgias de remoção de próstata com robô. Ele  já fez mais de 2 600 operações com auxílio das máquinas.

Poucos hospitais brasileiros possuem os androides (robos que realizam as cirurgias) e cerca de 20 médicos estão habilitados a operá-los no país todo. Segundo ele, os robôs que ajudam na remoção da próstata, devido ao câncer na região, tornam o processo mais assertivo e seguro.

“Eu comando o dispositivo, mas as pinças dele têm movimentos que as minhas mãos não fazem. É uma união de esforços”, diz o médico em entrevista à Revista Exame.

MEDICAMENTOS PERSONALIZADOS

A farmacogenômica pode ser aplicada na medicina do futuro, ajudando em uma resposta mais precisa dos tratamentos indicados. Nesta área, é estudada a genética de cada indivíduo e como cada pessoa responde aos medicamentos.

Imagina um mundo em que não existam efeitos colaterais em remédios!

A promessa da farmacogenômica é caracterizar o paciente quanto a composição dos seus genes para garantir a dosagem mais apropriada do medicamento. Alguns podem ser ingeridos a cada duas semanas ou injetados debaixo da pele, por meio de um chip (técnica já praticada com hormônios anticoncepcionais). Os efeitos colaterais serão reduzidos, e o tratamento será mais eficaz.

Isso faz com que cada vez mais, a análise de DNA se torne uma etapa padrão antes da prescrição de medicamentos ou de tratamentos, garantindo com que as prescrições médicas sejam personalizadas e otimizadas ao metabolismo de cada paciente.

E OS MÉDICOS?

Essas novas tecnologias, a antecipação dos diagnósticos e a precisão dos tratamentos irá resultar no aprimoramento da relação entre médico e paciente. O profissional vai atuar de forma mais ativa na manutenção da qualidade de vida e no bem-estar daqueles sob seus cuidados.

Claro que, os médicos do futuro terão que se especializar em como coletar os dados de IA, como operar os robôs durante a cirurgia. Além dos treinamentos relacionados ao atendimento à distância. 

A humanização nos atendimentos vai ser o mais importante daqui para frente.

A tecnologia tende a afastar o lado social e humano, que é muito importante entre o médico e o paciente. Dessa forma, os esforços do médico se irão se concentrar em um atendimento mais humanizado e participativo. E as novas tecnologias, ao invés de substituírem o médico, funcionarão como suporte para uma prática médica mais efetiva.

Para você que deseja ser médico, como você imagina o futuro do estudo da medicina nas Universidades? Será que vai facilitar a vida dos futuros médicos ou trará novos desafios? Comenta pra gente!

Fonte:

https://portaltelemedicina.com.br/blog/medicina-do-futuro-tendencias-para-area-da-saude

Disponível em: https://exame.abril.com.br/carreira/estes-sao-os-profissionais-que-vao-definir-o-futuro-da-medicina/ Acesso em: 16/10 às 10:50./http://www.simers.org.br/noticia/como-sera-o-medico-no-futuro

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of