Você já ouviu falar sobre o movimento anti-vacina? Ele começou nos Estados Unidos e está ganhando forças no território brasileiro também. Integrantes desse movimento optam por não vacinar seus filhos por acreditar e defender que a vacinação em massa está diretamente ligada ao aumento dos casos de autismo. Esse ponto de vista é defendido mesmo com evidências científicas mostrando que não há relação entre os fatos. 

Porque devemos vacinar as crianças e adultos?

  Quando não tomamos uma vacina, o nosso organismo não cria a chamada “memória imunológica” que permite a produção de anticorpos para eliminar ou inativar agentes causadores de doenças. Isso quer dizer que o organismo patogênico (que causa a doença) permanece vivo e circulando entre os seres humanos.

As vacinas contribuem para a erradicação de doenças. 

Qual o resultado disso? O reaparecimento de casos de doenças que estavam controladas ou erradicadas. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos confirmou a ocorrência de 1022 casos de sarampo até o dia 06 de junho em 28 estados diferentes. O país corre o risco de não ser mais considerado “livre de sarampo” se o surto continuar até novembro de 2019.

Mas o que é esse tal de sarampo?

É uma doença causada por um vírus, a transmissão se dá pelas vias áreas superiores quando o doente tosse, espirra fala ou respira.  O agente patogênico encontra-se nas secreções respiratórias ou da boca, gotículas de saliva também podem estar contaminadas com o vírus. 

Os primeiros sintomas que aparecem no indivíduo doente são parecidos com os da gripe. A pessoa terá febre alta,  mal-estar, o nariz estará escorrendo. Os olhos podem parecer irritados e avermelhados, além da tosse e falta de apetite  O que permite caracterizar o sarampo é o aparecimento de manchas vermelhas ao longo do corpo. 

A prevenção no Brasil

No território brasileiro recomenda-se que as crianças tomem duas doses da vacina tríplice viral, sendo a primeira com um ano de idade e a segunda entre quatro e seis anos. A vacina em questão além de prevenir o sarampo, também contribuiu para o combate da rubéola e caxumba. 


Estados Brasileiros com casos de sarampo em 2019. Fonte: Ministério da Saúde do Brasil. 

O Ministério da Saúde no mês de janeiro publicou um relatório sobre a situação dessa doença em nosso território. Os estados em que há casos de indivíduos positivos para a presença do vírus em seu organismos são: Amazonas, Roraima, Pará, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Sergipe, Pernambuco, São Paulo, Bahia, Rondônia e Distrito Federal. Nestes estados há campanhas de vacinação mais  intensas com o objetivo de reduzir a incidência dos casos. 

Fonte:

http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2019/janeiro/28/Informe-Sarampo-n36-24jan19aed.pdf

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of