O aquecimento global é o aumento da temperatura média do ar perto da superfície da Terra causado pelo acúmulo de gases poluentes na atmosfera. Essa concentração de gases fazem o chamado efeito estufa na atmosfera, havendo uma maior retenção da irradiação do calor solar na superfície terrestre.

Esse aumento na temperatura da Terra, se dá principalmente devido a atividades humanas, como queima de combustíveis fósseis, desmatamento e agricultura.

Com o aquecimento global temos consequências devastadoras, como: aumento do nível do mar pelo derretimento das geleiras, maremotos, enchentes, incêndios florestais, ondas de calor intensas causando vários tipos de doenças respiratórias, furacões, e destruição de ecossistemas marinhos tendo impacto em TODAS as cadeias alimentares.

Para desacelerar o processo do aquecimento global temos as Convenções Climáticas e os contratos internacionais, como o Protocolo de Kyoto Claro, entre os países para a diminuição da poluição e da emissão de gases causadores do efeito estufa pelas grandes indústrias.

Diante de tantos problemas gerados pelo aquecimento global, surgem várias pesquisas sobre como podemos evitar as consequências devastadoras desse processo. Algumas delas são soluções tecnológicas um tanto quanto “diferentes”. Vamos conhecer algumas? 

Técnica de resfriamento da Terra

Cientistas de Harvard iniciaram pesquisas na área com a tentativa de reduzir os efeitos do aquecimento global. Esse estudo é voltado para a Geoengenharia Solar, e se baseia num conjunto de tecnologias novas que buscam uma forma de manipular o meio ambiente e compensar de forma parcial alguns impactos da mudança climática.

E qual é esse método?

A injeção de aerossol estratosférico (SAI) é um sistema que tem como objetivo pulverizar carbonato de cálcio a 20 km de distância acima da superfície da Terra, para compensar os impactos das nossas emissões de gases do efeito estufa. Essa pesquisa surgiu de evidências que demonstraram que as partículas de dióxido de enxofre  expelidas pelos vulcões podem resultar no resfriamento da temperatura em um grau.

A revista Nature Magazine, publicou que cientistas já testemunharam esta ação da pesquisa. Em 1991, o Monte Pinatubo entrou em erupção nas Filipinas e liberou cerca de 20 milhões de toneladas de dióxido de enxofre na estratosfera. 

A erupção criou uma neblina de partículas de sulfato que resfriou o planeta em cerca de 0,5°C. Isso significou que a temperatura média da Terra ficou por 18 meses, o que era antes da Revolução Francesa.

Essa teoria se respalda na ideia de que estas partículas, se colocadas estrategicamente e regularmente em ambos os hemisférios, seriam capazes de criar um manto uniforme de proteção contra os efeitos do sol.

Carros Elétricos

Temos mais de 1 bilhão veículos no mundo, que respondem por 23% das emissões de gás poluente. Por isso, a substituição de combustíveis derivados de petróleo é importante para evitar a piora do cenário global.

As pesquisas com esse tipo de veículo já apresentaram décadas de avanço, inclusive já temos alguns modelos de carros híbridos e 100% elétricos circulando no mercado, porém o maior desafio é mudar o costume das pessoas. O professor de Harvard, Clayton Christensen, é cético em relação à possibilidade de os carros convencionais serem substituídos pelos elétricos, principalmente em razão do preço, pelo menos por enquanto.

Lixo Eletrônico

Um dos maiores problemas que temos na área tecnológica é o descarte do lixo eletrônico. Com tantos celulares que duram no máximo 2 anos, computadores, notebooks descartáveis e eletrodomésticos, o índice de lixo eletrônico só tem crescido. 

As baterias feitas com lítio (metal alcalino), utilizada em alguns aparelhos celulares são prejudiciais para o meio ambiente. Uma companhia de Massachussets, chamada Solid Energy System, desenvolveu uma nova bateria de lítio, apelidada de “metal lítio”, que pode dobrar o tempo de funcionamento de um aparelho celular e diminuir o tempo necessário para recarga. 

Esse novo modelo corre menos risco de vazamento de lítio, pois é revestido com um material muito mais resistente, podendo até mesmo ser usado em carros elétricos.

Outra empresa que está desenvolvendo produtos no setor é a israelense StoreDot. Seus colaboradores criaram um tipo de bateria que utiliza tecnologia capaz de recarregar em apenas 30 segundos. A ideia é que essa bateria seja durável o suficiente para que haja menos descarte. A ideia é que o produto final seja adaptável para diversos tipos de aparelho, reduzindo a produção de lixo eletrônico.

Energia Limpa

PRECISAMOS REDUZIR IMEDIATAMENTE a emissão de gases de efeito estufa. Bill Gates, assim como empresários de outros países, estão apostando na energia limpa como via para diminuir o aquecimento global. Assim criou – se um fundo de captação de recursos e investimentos para incentivar pesquisas na área de energia ecológica, o Breakthrough Energy.

A empresa canadense, General Fusion, está apostando em inovações no setor de energia nuclear. O processo acontece da seguinte maneira: inicialmente, o urânio é colocado no vaso de pressão. Com a fissão, há a produção de energia térmica. No sistema primário, a água é utilizada para resfriar o núcleo do reator nuclear. No sistema secundário, a água aquecida pelo sistema primário transforma-se em vapor de água em um sistema chamado gerador de vapor.O vapor oriundo desse aquecimento gira uma turbina e produz eletricidade. Segundo o CEO da empresa, Christofer Mowry, a Genreal Fusion conseguirá fornecer energia suficiente para 10 mil casas no período de um ano com apenas 10 litros de água. 

A redução dos efeitos do aquecimento global e efeito estufa depende de todo mundo! Nós como cidadãos do mundo devemos repensar nossos hábitos de consumo, mudar a nossa forma de viver e abraçar as inovações tecnológicas! 

Fonte:


https://revistagalileu.globo.com/galileu-e-o-clima/noticia/2018/10/reduzir-o-aquecimento-global-requer-esforco-sem-precedentes-diz-onu.html


https://www.hsm.com.br/blogsu/geoengenharia-solar-a-tecnologia-emergente-que-pode-reduzir-os-efeitos-do-aquecimento-global/


http://www.ariehalpern.com.br/o-papel-da-tecnologia-contra-o-aquecimento-global/


https://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2006/03/13/23595-tecnologias-podem-ajudar-no-combate-ao-aquecimento-global.html

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of