Atire a primeira pedra quem nunca sentiu ansiedade. Aquele medo, tremedeira, suor frio ao ter que apresentar um trabalho na escola, ao fazer uma prova ou até mesmo ao sair com o crush.

A ansiedade sempre esteve presente nas nossas vidas, como um aviso, em momentos de tensão.

Se sentir ansioso nessas determinadas situações, é NORMAL! A ansiedade é uma reação normal diante de situações que podem provocar medo, dúvida ou expectativa. Nesses casos que eu citei, por exemplo, a ansiedade funciona como um sinal que prepara a pessoa para enfrentar o desafio.

O Brasil sofre uma epidemia de ansiedade. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o País tem o maior número de pessoas ansiosas do mundo: 18,6 milhões de brasileiros (9,3% da população) convivem com o transtorno. 

E quando a ansiedade se torna uma doença?

O transtorno da ansiedade generalizada (TAG), segundo o manual de classificação de doenças mentais (DSM.IV), é um distúrbio caracterizado pela “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”. É uma sensação persistente e de difícil controle, que perdura por seis meses no mínimo. Possui três ou mais dos seguintes sintomas: inquietação, fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular e perturbação do sono.

Já se sentiu dessa forma?

É importante dizer também, que nesses casos, o nível de ansiedade é desproporcional aos acontecimentos geradores do transtorno.  Causando muito sofrimento e interferindo na qualidade de vida e no desempenho familiar, social e profissional dos pacientes.

O transtorno da ansiedade generalizada pode afetar pessoas de todas as idades, desde o nascimento até a velhice. Em geral, as mulheres são um pouco mais vulneráveis do que os homens.

 SINTOMAS

Os sintomas podem variar de uma pessoa para outra, e podem ser muito pessoais, mas em geral as pessoas que sofrem de TAG apresentam os seguintes sintomas:

  • Inquietação; 
  • fadiga; 
  • irritabilidade;
  • dificuldade de concentração
  • tensão muscular;
  • palpitações;
  • falta de ar
  • taquicardia;
  • aumento da pressão arterial;
  • sudorese excessiva;
  • dor de cabeça;
  • alteração nos hábitos intestinais; 
  • náuseas, é,
  • aperto no peito.

É IMPORTANTE FRISAR QUE: A ansiedade PODE ser confundida com outras doenças. Além disso, muitas vezes pode vir acompanhada da depressão OU  desenvolver para uma ansiedade com depressão. Por isso é muito importante procurar tratamento se você estiver sentindo 3 ou mais dos sintomas listados acima.

CAUSAS

Assim como acontece com muitas condições de saúde mental, não se sabe ao certo o que causa esse distúrbio.

Acredita-se, que o transtorno da ansiedade generalizada esteja diretamente relacionado a alguns neurotransmissores que ocorrem naturalmente em nosso cérebro, a exemplo da serotonina, dopamina e norepinefrina. 

Outra crença é a de que um conjunto de fatores possam estar envolvidos nas razões pelas quais um indivíduo possa vir a apresentar a doença, entre eles genética e fatores externos, como o estresse do dia a dia e a qualidade de vida da pessoa.

 DIAGNÓSTICO

O diagnóstico do TAG leva em conta a história de vida do paciente, a avaliação clínica criteriosa e, quando necessário, a realização de alguns exames complementares.

Os sintomas são comuns a várias outras doenças, portanto deve-se fazer um estudo minucioso para o diagnóstico do paciente. Em geral, o diagnóstico é dado pelo médico psiquiatra em parceria com o psicólogo.

 TRATAMENTO 

O tratamento do TAG inclui o uso de medicamentos antidepressivos ou ansiolíticos, sob orientação médica, e a terapia comportamental cognitiva com um psicólogo. O tratamento farmacológico geralmente precisa ser mantido por seis a doze meses depois do desaparecimento dos sintomas. Passado desse período o seu uso deve ser descontinuado em doses decrescentes.

 SERÁ QUE POSSUO A DOENÇA?

  • Se você é visto como alguém de estopim curto, que anda sempre com os nervos à flor da pele e tem muita dificuldade para relaxar, provavelmente chegou a hora de procurar um médico para avaliar esse estado permanente de tensão e ansiedade;
  • Se você cobra muito de si mesmo, está sempre envolvido em inúmeras tarefas e pressionado pelos compromissos, tente pôr ordem não só na sua agenda, mas também na sua rotina de vida, sem esquecer de reservar um tempo para o lazer. 
  • Se você se sente tenso o tempo todo, com medo de algo que você muitas vezes não sabe o que é, com dores nos ombros e dificuldades para respirar, você também precisa procurar ajuda.
  • Se estiver com dificuldades para se concentrar em alguma tarefa, até mesmo com dificuldades para dormir, você pode ter ansiedade.

Fale com alguém! Desabafe com alguém que você goste. Falar sobre o problema é o primeiro passo para resolvê-lo, e saber que você não está sozinho fará com que se sinta mais confiante em buscar o tratamento.

Saiba que você não precisa e não MERECE passar por isso sozinho! Procure ajuda de um profissional! <3

Fique bem!

Fonte:

https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/ansiedade-transtorno-de-ansiedade-generalizada/

https://exame.abril.com.br/ciencia/brasil-e-o-pais-mais-ansioso-do-mundo-segundo-a-oms/

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/transtorno-de-ansiedade-generalizada


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of