A moda agora entre as blogueiras é ser fitness! Cuidar da saúde com uma boa alimentação, exercícios físicos, massagens e tantas outras terapias para que se tenha uma vida melhor e mais saudável. A ideia é melhorar a qualidade de vida, viver por mais tempo e manter a juventude presente nas nossas vidas

E quem aí já ouviu falar na Fonte da Juventude? Sempre estamos buscando meios para parar o processo de envelhecimento  e viver mais. Para os potterheads de plantão, estamos sempre a procura da pedra filosofal haha.

Pesquisas recentes sobre longevidade estão tornando a idéia de um elixir da vida cada vez mais plausível. E agora uma startup começou a vender um tratamento anti-envelhecimento de nada mais, nada menos que US$ 1 milhão!

A Libella Gene Therapeutics anunciou que irá selecionar voluntários para uma terapia genética que, segundo ela, pode reverter o envelhecimento em até 20 anos. Apesar de ser o primeiro teste humano do tratamento, a empresa está cobrando US$ 1 milhão dos voluntários para participar. Em um esforço para desviar o Food and Drug Administration (FDA – Agência Federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos), os experimentos serão realizados na Colômbia.

Antes de eu te explicar como será o tratamento, você precisa saber:

O que são os telômeros?

Os telômeros são as extremidades dos cromossomos, como aquelas pontas de plástico dos cadarços do tênis. Eles são sequências de DNA repetitivas e não codificantes (ou seja, não produzem proteínas) – sua função principal é proteger o material genético que o cromossomo transporta.

Imagem de um telômero
Imagem: Singularity Hub

Na medida em que nossas células se dividem para se multiplicar e para regenerar os tecidos e órgãos do nosso corpo, o tamanho  dos telômeros vai diminuindo e, = com o passar do tempo, eles vão ficando mais curtos. Quando finalmente os telômeros ficam tão pequenos que já não são mais capazes de proteger o DNA, as células param de se reproduzir: alcançam um estado de “velhice”.

Por isso, o tamanho dos telômeros é considerado um “biomarcador de envelhecimento ” no nível molecular! Podemos dizer que são o nosso “relógio biológico”. 

Como será o tratamento?

A terapia tentará reparar os telômeros humanos. Para isso, usará vírus para entregar um gene chamado TERT, que codifica uma enzima chamada telomerase. Essa enzima é capaz de reconstruir  os telômeros nas células dos pacientes.

Alguns especialistas são contra o estudo, e disseram que é antiético, mal projetado e apresenta sérios riscos aos participantes, incluindo o perigo de ativar células cancerígenas adormecidas. Mas ainda não está claro se o teste será realizado, porque a empresa já havia feito anúncios anteriores sem seguir adiante.

Tratamentos médicos para impedir a marcha para a morte provavelmente se tornarão cada vez mais comuns. Um crescente grupo de pesquisadores sugere que o envelhecimento é uma condição totalmente evitável e que pode haver uma variedade de maneiras de tratá-lo. Desde mudanças no estilo de vida até dramáticas intervenções genéticas.

Outras pesquisas

Em 2017, os cientistas mostraram que o uso de drogas para reprogramar marcadores epigenéticos – anexos químicos responsáveis ​​pela regulação do genoma – em ratos prolongou sua vida útil em 30%. 

Em 2018, outra equipe mostrou que o uso de uma combinação de drogas para matar células senescentes – células zumbis que expelem substâncias químicas nocivas, danificando tecidos próximos – poderia aumentar a longevidade dos ratos em 36% .

O famoso geneticista George Church, lançou uma startup chamada Rejuvenate Bio, que usará tratamentos genéticos para prolongar a vida dos cães. Porém, ele admitiu que o objetivo final é estender sua tecnologia aos seres humanos. 

Os primeiros tratamentos antienvelhecimento para pessoas já estão começando a aparecer também. A CEO da empresa de longevidade BioViva, Elizabeth Parrish, participou de uma terapia genética semelhante à de Libella em 2015. A empresa alegou que teve sucesso em alongar seus telômeros, embora os resultados nunca tenham sido publicados.

E, o mais controverso, o FDA recentemente teve que publicar um anúncio de serviço público pedindo às pessoas que parassem de injetar plasma sanguíneo de pessoas mais jovens. A idéia baseia-se em pesquisas recentes que mostraram um efeito rejuvenescedor em camundongos, mas a maioria dos especialistas diz que é muito cedo para aplicá-la aos seres humanos.

Também precisamos ter uma conversa mais aprofundada sobre o que essas terapias da longevidade significam para a sociedade. Supondo que esse novo teste seja eficaz, o que significa se apenas aqueles com US$ 1 milhão sobrando conseguem prolongar suas vidas? Se o tratamento do envelhecimento se tornar comum, como isso mudará a natureza da nossa sociedade? 

Traduzido/adaptado:

https://singularityhub.com/2019/12/16/a-new-anti-aging-therapy-is-starting-its-first-human-trial-and-it-costs-1-million/

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of