Na medicina nós temos algumas preocupações, entre elas podemos destacar duas: curar doenças e manter nosso corpo jovem. Pesquisadores recentemente descobriram que com mais pesquisas científicas podemos descobrir o segredo para ter músculos jovens a vida toda. 

Eu sei que você é jovem e não deve estar preocupado com a perda da sua juventude ainda, mas vou te dizer que esse dia chega para todos. Por volta dos 30 anos de idade é quando os músculos humanos começam a encolher, eles ficam menores mesmo.  Por isso realizar exercícios físicos é tão importante. 

A atividade física, realizada com acompanhamento de profissionais da área, deve ser uma constante em nossas vidas para reduzir a perda da nossa massa muscular. Depois dos 30 estima-se que a perda de de massa muscular fica algo entre 3 e 5%.  Mas não fique tão preocupado assim, o nosso tecido muscular tem capacidade regenerativa. Então com um pouco de dedicação é possível evitarmos essa perda. 

Células satélites: o segredo para ter os músculos jovens a vida toda 

As células satélites, são células multipotentes com citoplasma pequeno, encontradas em tecidos musculares maduros. Elas são precursoras das células musculares esqueléticas. Estas células satélites normalmente encontram-se em um estado quiescente, ou seja, em repouso, apenas realizando as atividades necessárias para se manterem vivas. 

Porém se ativadas através de sinais específicos, as células satélites diferenciam-se em mioblastos, que por sua vez originam células maduras do tecido muscular esquelético. Dessa maneira o processo de perda de massa muscular pode ser revertido. 

William Chen e seus colegas da Universidade de Ottawa, no Canadá, realizaram uma revisão em toda literatura científica sobre células satélites e dessa forma perceberam que em diversos estudos há evidências de que sessões periódicas de exercícios aumentam a sua proliferação. 

As células satélites são ativadas por uma série de sinais que são gerados após o exercício físico. E a falta de exercícios causa problemas para elas. Mesmo que estejam em estado de dormência elas mantém seu metabolismo funcionando e produzem substâncias que precisam ser eliminadas da célula. 

Se as células se mantém no estado quiescente por muito tempo, o acúmulo do “lixo celular” pode causar danos, prejudicando o processo natural de renovação das células musculares esqueléticas. 

Mas e o que a idade tem a ver com isso? 

Bom, quanto mais velho o organismo piores são os efeitos da presença do “lixo celular”. Se elas passam muito tempo no seu estado de dormência é possível que acabem perdendo totalmente a capacidade de se multiplicar e gerar  novas células musculares esqueléticas. 

A presença do lixo celular pode prejudicar ou até mesmo impedir, por exemplo, que a célula continue realizando suas reações químicas necessárias para sobreviver. Se níveis muito altos de “lixo celular” for acumulada a célula pode entrar em apoptose, ou seja, irá morrer. Com um menor número de células satélites a perda de massa muscular resultará em perda de força e maior dificuldade para realizar algumas atividades do cotidiano. 

Por isso é essencial  que você médico do futuro recomende para seus pacientes a realização de exercícios periódicos, para que as células satélites lembrem-se de como é estarem ativas. 

Exercícios físicos contribuem para a saúde das células satélites. 

Chen e seus colaboradores reconhecem que precisamos estudar mais os mecanismos envolvidos no funcionamento dessas células para que seja possível um dia termos músculos jovens a vida toda. 

Para ler o artigo original em inglês clique aqui.

Gás Nobre! Você tem dificuldades para entender conteúdos de Ciências da Natureza? Não fique triste! Eu, professor Paulo Valim, quero te contar um segredinho que os melhores estudantes do Brasil já conhecem, com a minha plataforma Ciência em Ação, você vai conseguir aprender QuímicaFísica e Biologia de forma rápida e efetiva e garantir a sua aprovação ainda em 2020.

Não importa se você tem dificuldades com as matérias ou se essa é a primeira vez que você vai estudar Química, Física ou Biologia. No Ciência em Ação, nossos cursos são completos e aprofundados. Eu e a minha equipe ensinamos todo o conteúdo do começo ao fim de forma didática.
Que foi? Você tem dúvidas de que o que eu estou falando é verdade? Então, saca só, Gás Nobre! Liberei o primeiro módulo completo da minha plataforma Ciência em Ação totalmente grátis pra você experimentar! Curtiu? Clique aqui e aproveite para conhecer a melhor plataforma de Ciências da Natureza da web!

Bora reagir e realizar os seus sonhos? 

Me acompanhe nas redes sociais: curta a minha página no Facebook, siga o meu Instagramse inscreva no canal do Youtube e entre no meu canal do Telegram.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of